Voltar ao topo
TRIBUNAL DE CONTAS s
Busca
Previsão do Tempo
Maceió/AL
Máx. 28° Min. 21°
Redes Sociais
Agricultura
  • Orkut Button Share

Equipe Técnica avalia condições do terreno do Polo Agroalimentar

Projeto recebeu recursos do Governo do Estado e do Ministério da Ciência e Tecnologia no valor total de R$ 12 milhões

15 de Maro de 2012 10:13

Agência Alagoas

Tamanho do texto A+ a-
        Equipe Técnica avalia condições do terreno do Polo Agroalimentar
 

O processo de implantação do Polo Tecnológico Agroalimentar de Arapiraca avança para a fase de construção do prédio físico, na zona rural de Arapiraca. Para verificar detalhes do terreno, uma equipe técnica da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) esteve, nesta quarta-feira (14), acompanhando os engenheiros da construtora vencedora da licitação no local.
 
O Polo é um projeto elaborado, defendido e executado por diversas instituições, tanto pública como privada, como a Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), Sebrae/AL, Federação das Indústrias de Alagoas (Fiea), Federação da Agricultura e Pecuária de lagoas (Faeal), entre outras contribuições. Esse projeto recebeu recursos do Governo do Estado e do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) no valor total de R$ 12 milhões.
 
A instalação do Polo Agroalimentar, que ocupará uma área de 1.795 m², próximo ao Povoado da Bananeira, será um ambiente para a realização de pesquisas e serviços focados nas áreas de mandiocultura e hortifruticultura, para atender o pequeno produtor. O projeto do Polo define como objetivo geral a organização da produção agroalimentar do semi-árido alagoano a partir da execução de projetos de pesquisas básicas e aplicadas, incorporando processos e procedimentos de desenvolvimento e inovação tecnológica.


 Além dos produtores familiares da região, o Polo também irá prestar serviços aos participantes do Programa dos Arranjos Produtivos Locais (APL) do segmento da mandiocultura e da hortifruticultura. Além de atender as demandas dos APL´s, o Polo também será responsável pela ação de biotecnologia, certificação, análises microbiológicas, entre outras.


 Segundo o superintendente da Secti, Geraldo Oliveira, a implantação do Polo Agroalimentar de Arapiraca acarretará no melhoramento e fortalecimento da produção agrícola da região. “Esse empreendimento vai fazer com que novas empresas, novos produtores, venham para a região. Será um instrumento de atração de novas tecnologias, novos procedimentos, o que irá beneficiar tanto os pequenos negócios já existentes além dos futuros”, defendeu o superintendente.


A diretora de Articulação Institucional e Cooperação Técnica, Flavia Toledo, explica que além da Secti e das instituições de ensino superior, a implantação do Polo Tecnológico Agroalimentar também recebe apoio direto do secretário da Articulação Política, Rogério Teófilo, e do assessor Especial do Governador em Arapiraca, Francisco Azevedo.


Além dos engenheiros da empresa Plataforma, participou da visita técnica o gerente de projetos da Secti, Ricardo Araújo, que acompanha todas as ações e projetos da Secretaria.

Comunicar erros nesta notícia
  • Comente essa notícia

  • Comentários:

    Deixe seu comentário:













Serviços
© Copyright 2011 Alagoas em Tempo Real
VG/Web - Agência Digital