Número de jovens que tiram primeira habilitação cai 49,4

0 Comment

Imposto obrigatório e anual, ele começa a ser cobrado no primeiro semestre e o Detran tem duas formas de pagamento, cabe ao contribuinte escolher a melhor opção para quitação do IPVA 2020 MG.

O Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores é um dos mais conhecidos e um dos que mais preocupam as pessoas por apresentar um valor alto. Se você tem algum veículo no estado de Minas Gerais saiba mais a respeito do pagamento desse e de outros impostos, como o Seguro Obrigatório DPVAT.

O valor do IPVA, seja no Estado de Minas Gerais como em qualquer outro estado, é calculado de acordo com o veículo que cada contribuinte possui. Emitindo a guia de pagamento o contribuinte terá conhecimento sobre o valor a ser pago.

Procure ficar em dia com o imposto e não perca os prazos de pagamento, isso evita uma série de problemas com o estado. Aproveite também para se informar sobre o DPVAT 2020 MG!

2 VIA IPVA 2020 MG

Quando você for efetuar o pagamento do imposto não precisa ir até o Detran para emitir a guia. A guia do IPVA 2020 MG pode ser impressa através do site do órgão.

No site você tem alguns serviços online a sua disposição, um deles permite que o contribuinte faça a emissão da guia de pagamento, desde que os dados pedidos sejam preenchidos de forma correta.

E muito comum encontrar pessoas que não sabem como efetuar a emissão da guia pela internet. Por mais que seja um recurso disponível há algum tempo muitas pessoas ainda não utilizaram e por isso possuem um certo receio quanto a isso

Abaixo mostramos como fazer:

  • Site da SEFAZ de Minas Gerais: www.sefaz.mg.gov.br
  • É no site da Secretaria da Fazenda do Estado de Minas Gerais que você fará a emissão da guia de pagamento;
  • Entrando no link acima você verá que é necessário informar dois dados para que a consulta seja feita, preencha o número da Placa e o número de RENAVAM, posteriormente preencha os caracteres da página e clique no botão dados do veículo.

Veja também informações sobre IPVA 2019 AC, clique aqui!

PAGAMENTO IPVA MG 2020

A respeito das formas de pagamento confira quais são aquelas oferecidas pelo Detran do Minas Gerais:

  • pagamento parcelado – em até 3 x sem juros e sem desconto – cada parcela com valor igual;
  • pagamento em cota única – com desconto de 10% até a data de vencimento do documento.

CALENDÁRIO PAGAMENTO IPVA MG 2019

O novo calendário IPVA 2019 MG ainda não foi disponibilizado, mas assim que isso ocorrer iremos atualizar as informações para que você possa consultar, por enquanto, deixamos a seguir a tabela referente ao ano anterior.

Perda dos aposentados do INSS chega a 86,38%

0 Comment

O salário mínimo 2020 irá sofrer algumas mudanças, isso algo comum já que todos os anos é feito um reajuste. Através da Medida Provisória 672/2015 o Executivo Federal estabeleceu os critérios de valorização do salário mínimo para o período de 2020 a 2021.

Desta forma, acredita que estes reajustes servem para a preservação do poder aquisitivo do salário mínimo, sendo assim, eles irão corresponder a à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor – INPC, na qual será calculado e divulgado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, acumulada nos doze meses anteriores ao mês do reajuste.

É importante que você confira a tabela do Salário Mínimo, para se manter dentro das informações necessárias.

Valor do Salário

Conforme a fórmula de correção do salário mínimo 2020 o reajuste de R$788 pode chegar para R$867. Este valor levou em consideração a previsão de 9% para a inflação deste ano (medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), além da variação do Produto Interno Bruto (PIB) de 2014, que foi de 0,1%.

Em 2019 o gasto previdenciário terá um forte crescimento, por isto, a despesa do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) com todos os benefícios deverá chegar a R$ 488,579 bilhões, atingindo os R$ 438,971 bilhões que serão desembolsados pelo governo em 2015, conforme a consultoria Tendências.

Salário Mínimo 2020

Como o aumento da despesa previdenciária ela deve impulsionar o aumento do salário mínimo, causado pela inflação elevada. Diante disso o salário mínimo deverá sair R$ 1.040 no ano que vem.

Salários dos outros anos

  • Salário mínimo de 2014: R$ 880,00;
  • Salário mínimo de 2015: R$ 945,00;
  • Salário mínimo de 2019: R$ 998,00;

O salário mínimo é usado como referência para os benefícios assistenciais e previdenciários, como o abono salarial, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e as aposentadorias e pensões do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Reajuste Aposentados

Ficou definido que o salário dos aposentados terá um reajuste diferente e ficará acima dos demais com o valor de 11,28%

Vereadores pedem comparecimento do Prefeito na Câmara

0 Comment

Sete vereadores assinaram um pedido de convocação do prefeito  à Câmara Municipal, no prazo de sete dias. Os parlamentares querem saber o motivo de o prefeito não ter respondido um requerimento encaminhado à Prefeitura de Boa Vista, pedindo cópias de sete processos com o nome de empresas vencedoras das licitações e de contratos com a administração Municipal. A solicitação de comparecimento foi feita pelo vereador de oposição João Astolfi.

Câmara de Boa Vista

Vários parlamentares exigem um esclarecimento do prefeito. “Ele desconsiderou o Regimento Interno desta Casa Legislativa e a nossa Lei Orgânica Municipal ao não responder o requerimento expedido pela Câmara, que solicita explicações, em relação aos contratos de serviços feitos pela Prefeitura”, argumenta Josiel.

De acordo com ele, Iradilson teve 65 dias para enviar algum ofício à Câmara Municipal. “Até o dia 8 de novembro não havia nenhuma resposta do Executivo Municipal. Isso representa um total desrespeito para com esta casa por parte do prefeito Iradilson. Por isso, será notificado pelos vereadores que assinaram a sua convocação aqui na Câmara. E ele terá de comparecer. O prazo hábil para ele responder cessou”, justifica.

Motivo foi Fundo de Garantia

No último dia 14 de setembro, os vereadores aliados ao prefeito, Mauricélio Fernandes (PSC), Dunga (PRTB), Pelé (PDT) e Mário Márcio (PRP) formalizaram um requerimento, solicitando esclarecimentos da Prefeitura sobre os pagamentos do Fundo de Garantia com empresas que estavam prestando serviços ao Município. Das sete empresas, cinco se referem à Secretaria Municipal de Obras e Urbanismo (SMOU). Os parlamentares desejam saber quais serviços já foram concluídos e o quitação das parcelas do FGTS.

Os vereadores também ambicionam todos os contratos que a Prefeitura tem com empresas relacionadas no requerimento expedido, no mês de setembro pela Câmara. O questionamento é saber como foi feita a licitação, se realmente as empresas ganharam pela concorrência pública, e se isso envolve a Secretaria de Obras. “Soubemos que empresas que ganharam licitação estão usando a estrutura da Prefeitura para fazer o pagamento do FGTS. E isso é preocupante, porque sabemos que o prefeito quer sinceridade nesses processos de licitação”, justificou o vereador Dunga à época.

O líder do prefeito na Câmara, Nélio dos Passos, disse que se reunirá com o prefeito Iran de Oliveira para tratar do pagamento do Fundo de garantia. “Vou conversar com ele (prefeito) para saber o motivo de não ter havido uma resposta em tempo hábil. Acredito que houve algum impasse para essas informações não chegarem à Câmara. Tentaremos solucionar esta situação da melhor forma possível”, promete.

Só Queria Cavar Minhocas

0 Comment

Uma guarnição da Polícia Militar prendeu na noite de quarta-feira (21), no Caetano Filho (Beiral), um homem acusado de ameaça por moradores daquele local. Isso foi devido o rapaz estar armado com um facão, no momento da abordagem.

Minhocas

F.E.E, de 38 anos, ao ver a guarnição, jogou o facão e tentou fugir dos policiais, mas ele foi facilmente detido. Moradores do local haviam ligado para a central de operações da PM, denunciando que um homem com um facão estaria ameaçando quem passava pelas ruas.

O homem foi preso e levado a prestar depoimentos no 4º Distrito Policial. Em sua defesa, F.E afirmou que estava usando o facão para caçar minhocas para pescar, às margens do Rio Branco. Ele apresentou que não faz parte do “mundo do crime”.

O facão foi apreendido, para posteriores investigações. O acusado assinou um Termo Circunstanciado de ocorrência e foi liberado.