Cidade

Motoristas de ônibus fazem paralisação nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira, em Maceió

Para variar, população é quem sofre as consequências

08 Jun de 2012 - 07:04 / Fonte: Redação

Motoristas e cobradores de seis empresas de ônibus de Maceió realizam um protesto, desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira (08). A manifestação é decorrente da demora das empresas negociarem com a categoria o reajuste salarial.

De acordo com secretário geral do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado de Alagoas (Sinttro/AL), Ronaldo Leopoldino, os ônibus das empresas Piedade, Cidade de Maceió, Massayó, São Francisco, Real Alagoas e Veleiro só voltarão a circular depois das 8h da manhã.

Enquanto isso, a população é quem paga o ônus da situação. Sem ter como chegar ao trabalho, milhares de trabalhadores se aglomeram nos pontos de ônibus à espera de que as coisas se normalizem e não sejam obrigados a perder o dia de trabalho.

A categoria reivindica que as empresas dêem início imediato às negociações salariais, que estão atrasadas. A categoria pede reajuste de 15% nos salários e 20% nos vales alimentação, além de cobrar celeridade na licitação de novas empresas de ônibus para a capital e um corredor de ônibus na Fernandes Lima.

“A nossa pauta de reivindicação para a data-base 2012/2013 foi aprovada em assembleia realizada no dia 21 de abril, mas as empresas ainda não deram início às negociações. Essa paralisação tem como objetivo forçar as empresas a vir negociar conosco”, disse Ronaldo.

Após o fim do protesto, uma comissão deve ir até o Ministério Público do Trabalho (MPT) para levar um ofício convocando a empresa para negociar a situação dos rodoviários. 

Comentários (0)

Deixe seu comentário

O seu comentário será exibido após a aprovação da nossa equipe.