Voltar ao topo
BANNER SAUDE 960X90 s
Busca
Previsão do Tempo
Maceió/AL
Máx. 28° Min. 21°
Redes Sociais
Política
  • Orkut Button Share

Governador anuncia implantação do Plano Nacional de Segurança Pública em Alagoas

31 de Maio de 2012 14:10

Agência Alagoas

Tamanho do texto A+ a-
       
Governador anuncia implantação do Plano Nacional de Segurança Pública em Alagoas

Foto: Amanda Farias/arquivo

O governador Teotonio Vilela Filho anunciou, na manhã desta quinta-feira (31), que o Governo Federal lançará em Alagoas, nos próximos 15 dias, o Plano Nacional de Segurança Pública. O anúncio foi feito durante entrevistas aos programas Bom Dia Alagoas, da TV Gazeta, e Jornal da Pajuçara Manhã, da TV Pajuçara, onde também foi anunciada a realização de concurso público para a Polícia Militar no mês de julho.

Para alinhar os detalhes do lançamento do plano nacional, o governador deverá ir a Brasília na próxima semana para novos encontros de trabalho nos ministérios da Justiça e da Casa Civil, onde esteve na terça (29) e na quarta-feira (30), e recebeu garantias da ajuda do Governo Federal para as ações de combate à criminalidade no Estado de Alagoas.

O governador informou, nas entrevistas, que parte das ações do plano que será lançado em Alagoas foi definida há um ano, durante encontro que trouxe autoridades nacionais da segurança ao Estado. Desde então, o Governo tem mantido interlocução constante com a União, que acompanha o desempenho do Estado nas ações de segurança.

“A partir desse colóquio, ficou muito claro para todos que Alagoas tem tomado uma série de medidas acertadas, mas também que o Estado não tem condições de ir além sem o apoio do Governo Federal. O próprio ministro da Justiça [José Eduardo Cardozo], naquela época, disse que Alagoas seria o estado piloto, o estado prioritário para implantação de uma política de segurança nacional”, afirmou Teotonio.

Ele disse que no encontro ficaram definidas as atribuições do Estado e da União no combate à violência e que o Estado tem feito o “dever de casa”, cumprindo com o que foi acertado. "Implantamos seis bases de Polícia Comunitária; precisamos de 36 para o Estado inteiro, mas para isso necessitamos de pessoal; por isso faremos concurso agora em julho para a Polícia Militar, Polícia Civil e peritos. Implantamos a Ronda Cidadã. Fizemos a licitação e estamos implantando brevemente o videomonitoramento, e iniciamos as obras do IML”, informou o governador.

A “gota d’água”

Questionado sobre os efeitos das ações de combate à violência e a mobilização social dos últimos dias, após o assassinato do médico José Alfredo Vasco Tenório, o governador lamentou os altos índices de violência e disse que o acontecimento foi “a gota d’água” que o impulsionou a ir a Brasília, esta semana, cobrar o apoio pactuado com o Governo Federal.

Ele contou que há 20 dias havia informado à presidenta Dilma Rousseff o andamento das ações do Estado, lembrando a necessidade do apoio mais efetivo da União. “Eu disse: ‘Presidenta, tudo o que nos foi pedido, nós fizemos’. Na segunda-feira, depois do assassinato do doutor José Alfredo, que foi a gota d’água nesse processo, criou uma comoção justificada, legítima, no Estado inteiro, eu liguei para a presidenta Dilma e falei: ‘Presidenta, passou da hora de colocarmos em Alagoas o projeto do plano piloto de segurança nacional'”.

O governador afirmou que a presidenta o convidou a ir a Brasília para se reunir com os ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo, e da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, com os quais foram definidas, nos últimos dias, as ações do plano, que segundo o governador, terá ações emergenciais, de caráter ostensivo, semelhantes às que resultaram na pacificação dos morros mais violentos do Rio de Janeiro, com foco no combate ao crack e outras drogas.

Ação conjunta


“É uma ação conjunta de todas as forças do Governo Federal, com o esforço do Governo do Estado, na área da emergência, mas também muitas ações estruturantes de médio e longo prazo. A ação do Plano Piloto de Segurança Nacional, que será implantado para o Brasil inteiro, iniciando em Alagoas, é focada na segurança pública e no combate ao crack, porque 90% dos homicídios e da criminalidade em Alagoas decorrem do crack”, declarou o governador.

Ele reafirmou que a parceria do Estado com o Governo Federal é pautada na credibilidade das ações administrativas. “As medidas que nós tomamos aqui, de colocar a polícia para trabalhar, desde os primeiros dias de governo, para trabalhar com independência, com isenção para fazer justiça, com seriedade nos trabalhos, nos credenciou – a Polícia Civil, a Polícia Militar – a fazer um trabalho conjunto com a 17ª Vara, o Gecoc, do Ministério Público, quando houver necessidade, com a Polícia Federal, onde constitucionalmente couber, com o próprio Exército, porque existe confiança na seriedade de todo o comando das polícias e na isenção do próprio governador de fazer valer a Justiça, doa a quem doer”.

Mobilização permanente

Sobre as ações práticas e mais imediatas para garantir a segurança dos alagoanos, o governador informou que tem trabalhado com todos os poderes e instituições ligadas à área de segurança, com quem teve várias reuniões nos últimos dias. “A mobilização é permanente. Estamos muito focados nisso, eu tenho me reunido com todos os dirigentes dos poderes, para interagir, para pedir sugestões, para que nós possamos trabalhar todos de mãos dadas e avançar. Alagoas fez uma base que agora tem o reconhecimento do Governo Federal de que chegou o momento de fazer. Nós vamos, finalmente, dar um passo adiante”.

Teotonio Vilela anunciou que voltará a Brasília na próxima semana para detalhar o lançamento do plano, que, informou, já obteve o aval da Presidência da República. “A presidenta Dilma deu o OK ao projeto. Estamos tratando de detalhes. Amanhã [sexta-feira 1º], o pessoal do Ministério estará aqui em Maceió, onde passará o dia inteiro trabalhando nisso; na segunda-feira (4), eu próprio irei a Brasília e terei nova reunião de trabalho com o ministro Eduardo Cardozo, e no dia 14 ou 15 de junho, o ministro virá a Alagoas, em nome da presidenta Dilma, acompanhado de alguns ministros que vão interagir com esse projeto, para anunciar as ações de curto, médio e longo prazo”, disse o governador.

Comunicar erros nesta notícia
  • Comente essa notícia

  • Comentários:

    Deixe seu comentário:













Serviços
© Copyright 2011 Alagoas em Tempo Real
VG/Web - Agência Digital